terça-feira, 12 de julho de 2016

Pacote de turismo para Indochina

Indochina  - 18 dias
Saídas: 15 de maio e 30 de outubro
Roteiro: Dubai, Cingapura, Siem Reap, Ho Chi Minh, Hanoi, Halong Bay, Chiang Mai e Bangkok

1º Dia – São Paulo                           [ – , -,  – ]
Apresentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos, às 22h25, para check-in no balcão da Emirates Airlines.

2º Dia – São Paulo / Dubai                   [ – , -,  – ]
À 1h25, embarque no voo Emirates 262 com destino a Dubai. Chegada prevista para às 22h55, recepção e traslado ao Hotel Sheraton Mall of the Emirates.

3º Dia – Dubai                                [C , A,  – ]
Manhã livre para atividades independentes. Em horário conveniente, sairemos do hotel para um almoço especial no restaurante Kaleidoscope, no Hotel Atlantis. À tarde, meio dia de passeio pela cidade, passando pela área de Bastakiya, parte antiga da cidade, e com visita ao museu Forte Al Fahidi. Continuaremos nosso passeio na travessia do canal “Creek”, seguiremos ao mercado de especiarias e de ouro, chegaremos à parte moderna da cidade com sua rica arquitetura, atravessando a Avenida Sheikh Zayed, passando em frente ao Burj Khalifa (maior prédio do mundo). Pararemos também na Praia de Jumeira para fotos do grande Hotel Burj Al Arab. Término do passeio no aeroporto.

4º Dia – Dubai / Cingapura                   [ – , -,  – ]
Às 2h45, embarque no voo Emirates 432 com destino a Cingapura. Chegada prevista para às 14h05. Recepção e traslado ao Hotel Concorde.

5º Dia – Cingapura                          [ C , A,  – ]
Após café da manhã, saída para meio dia de passeio pela cidade, explorando o Distrito Civil, passando por Padang, pelo Clube de Críquete,  pela Histórica Corte Suprema do Parlamento e pela Prefeitura. Visita ao Parque Merlion, cujo nome provém de uma figura mitológica, metade leão e metade peixe. Passeio por Thian Hock Keng, o mais velho templo Budista Taoísta de Cingapura, seguindo para o Jardim Nacional de Orquídeas do Jardim Botânico de Cingapura, finalizando na Pequena Índia, que os introduzirá às fragrâncias dos incensos, jasmins e temperos. Retorno ao hotel e restante do dia livre.

6º Dia – Cingapura / Siem Reap               [ C , -,  J ]
Em horário adequado traslado ao aeroporto para embarque em voo com destino a Siem Reap, no Camboja. Chegada, recepção e traslado ao Hotel Prince D’Angkor. Jantar de boas-vindas com apresentação de dança Apsara.

7º Dia – Siem Reap                           [ C , A,  J ]
Visita ao Templo Banteay Srey, templo esculpido e ornamentado com tochas de fogo, com desenhos de serpentes, deuses, demônios e guirlandas de flores, e ao Banteay Samre, um belíssimo templo hindu. Retorno ao hotel para almoço. À tarde, visita ao famoso Templo Angkor Wat que levou 30 anos para ser construído, com 5 torres e peças do século XII, consideradas os únicos exemplares da arte e arquitetura Khmer. No fim da tarde, contemplação do belo espetáculo do pôr-do-sol. Jantar em restaurante local.

8º Dia – Siem Reap / Ho Chi Minh             [ C , A , – ]
Pela manhã visita ao Portão Sul de Angkor Thom e aos templos Bayon, Ta Prohm, Phrah Khan e Neak Pean. Visita ao centro de artesanatos e ao mercado local. Almoço em restaurante local. Em seguida, traslado ao aeroporto para embarque em voo com destino a Ho Chi Minh. Chegada, recepção e traslado ao Hotel Duxton.

9º Dia – Ho Chi Minh                         [ C , A , – ]
Visita aos túneis da cidade de Cu Chi, um incrível complexo de túneis subterrâneos usados durante a guerra do Vietnã. Retorno a Ho Chi Minh para almoço em restaurante local. À tarde, visita ao Museu de História, que contém reminiscências da guerra, ao antigo Palácio Presidencial e parada para fotos na Catedral de Notre Dame e na Central dos Correios.

10º Dia – Ho Chi Minh / Hanoi                [ C , A , J ]
Pela manhã bem cedo, traslado ao aeroporto para embarque com destino a Hanoi. Chegada, recepção e saída para passeio com passagem pelo Mausoléu de Ho Chi Minh (somente parte exterior), visita ao Pagode de Uma Coluna e ao Museu de Etnologia. Almoço em restaurante local. À tarde, visita ao Templo da Literatura, datado de 1070 e local da primeira universidade vietnamita. Faremos também um passeio de riquixá (tipo de triciclo dirigido por uma pessoa), seguido de visita ao Templo Ngoc Son e ao Lago Hoan Kiem, um dos marcos da cidade. Mais tarde, assistiremos a um show folclórico de marionetes aquáticas (arte tradicional vietnamita). Jantar incluso. Hospedagem no Hotel The Ann Hanoi.

11º Dia – Hanoi / Halong                     [ C , A , J ]
Pela manhã, traslado a Halong, a 180 km a leste de Hanoi. Chegada ao píer de Halong em Bai Chay, e embarque no navio ‘Bhaya Cruise’, para aproveitar um cruzeiro pelas partes mais belas da Ilha e da Baía de Halong, reconhecida como Patrimônio da Humanidade por sua exuberante beleza natural. Existem milhares de pequenas ilhas de rochas calcárias, cercadas de água cristalina. Durante o cruzeiro haverá visita a algumas ilhas e grutas, e ainda a oportunidade de nadar no mar da Ilha Titov (dependendo das condições climáticas). Jantar e acomodação a bordo deste fascinante navio, que oferece diversos serviços e facilidades.

12º Dia – Halong / Hanoi                     [ C , – , J ]
Continuação do cruzeiro com atividades opcionais de Tai Chi no deck enquanto apreciamos as bonitas paisagens de Trong, Trinh Nu e das cavernas Me Cung. Será servido um brunch no deck e desembarque na Baía de Halong. Prosseguimento ao Hotel The Ann em Hanoi e hospedagem.

13º Dia – Hanoi / Bangkok / Chiang Mai       [ C , A , J ]
Em horário adequado, traslado ao aeroporto de Hanoi para embarque em voo com destino a Chiang Mai (conexão em Bangkok). Chegada, recepção e traslado ao Hotel Ratilanna Riverside

14º Dia – Chiang Mai                         [ C , A , J ]
Saída para visita a um dos templos mais conhecidos da cidade – o Wat Doi Suthep – localizado no topo de uma montanha, com 290 degraus, e construído pelo Rei Gue-Na em 1383. No centro, existe um grande “chedi” (pagoda em forma de espiral) contendo relíquias de Buda. Passaremos por Talat Warorod, o maior mercado da cidade, e visitaremos os templos Wat Phra Sing e Wat Chedi Luang. Almoço em restaurante local. À tarde traslado a Baan Tong Luang, para visita a várias tribos montanhesas, entre elas visitaremos a tribo mundialmente conhecida das mulheres girafas, que usam inúmeros anéis de bronze em torno do pescoço. No retorno, visitaremos uma fazenda de orquídeas. À noite, jantar típico tailandês com apresentação de danças locais.

15º Dia – Chiang Mai / Bangkok               [ C , A , – ]
Pela manhã traslado ao aeroporto de Chiang Mai para embarque em voo com destino a Bangkok. Chegada, recepção e traslado ao Hotel Pullman Bangkok Hotel G. Em seguida, almoço tailandês em restaurante local. À tarde, passeio em barco pelos canais Thonburi, na parte oeste da cidade. Em seguida, visita ao Templo Aurora.

16º Dia – Bangkok                            [ C , A , – ]
Pela manhã, visita ao mercado flutuante “Damnoen Saduak”, o mais importante e pitoresco da Tailândia, a 110 km de Bangkok. O passeio inclui visita ao mercado da estação Maeklong, e a Nakorn Pathom, onde está o maior pagode do Sudeste Asiático, o Phra Pathom Chedi. Almoço em restaurante local. Em seguida, visita a um vilarejo tailandês que nos mostrará um pouco da vida cotidiana com performances de boxe tailandês, danças locais, show com elefantes, entre outras atrações.

17º Dia – Bangkok                            [ C , – , – ]
Pela manhã, meio dia de passeio e visita ao Templo Wat Trimitr, onde está o Buda Dourado com 3 metros de altura e 5 toneladas e meia de ouro maciço, ao Templo Wat Po, o maior e o mais antigo templo de Bangkok, que abriga o Buda Reclinado e folheado a ouro, ao Grande Palácio, que costumava ser a residência da realeza, e ao belo Templo do Buda de Esmeralda. Retorno ao hotel e em horário adequado, traslado ao aeroporto de Bangkok. Apresentação ao balcão de check-in da Emirates Airlines.

18º Dia – Bangkok / Dubai / São Paulo        [ – , – , – ]
Às 2h40, embarque no voo Emirates 419 com destino a Dubai. Chegada prevista às 5h45 e embarque no voo Emirates 261, às 8h35, com destino a São Paulo. Chegada prevista às 16h30, fim dos nossos serviços.


Preços por pessoa (mínimo de 20 participantes):

Em acomodação dupla.......................................US$ 7,200.00
Suplemento single.............................................US$ 1,610.00

Observações: 
- O itinerário poderá sofrer alterações, tanto na ordem dos locais de visitação, quanto alguns passeios poderão ser substituídos.
- Nas visitas aos templos e locais sagrados, os participantes deverão usar blusas de manga compridas (que cubram os ombros e os braços) e calças ou saias compridas.
- Os voos internos tem franquia de 1 bagagem de 20 kg por pessoa, por trecho.

 Inclusos no programa:
- Passagem aérea em classe econômica nos trechos: São Paulo/ Dubai/ Cingapura e Bangkok/ Dubai/ São Paulo, voando com a Emirates Airlines.
- Passagem aérea em classe econômica nos trechos: Cingapura/ Siem Reap/ Ho Chi Minh/ Hanoi/ Bangkok/ Chiang Mai/ Bangkok, a ser emitido e entregue pelo operador local.
- Hospedagem nos hotéis mencionados ou similares.
- 1 noite a bordo de cruzeiro mencionado ou similar.
- Refeições conforme descritas, sem bebidas. Legenda: C-café, A-almoço e J-jantar.
- Traslados e passeios privativos, conforme o programa.
- Serviços com guia local falando espanhol durante todo o itinerário, exceto em Dubai onde o guia será em português.
- Guia acompanhante saindo do Brasil falando Português.
- Assistência de viagem por 18 dias (válido para passageiros até 74 anos, acima desta idade haverá adicional e/ou redução da cobertura).

Exclusos do programa:
- Taxas de aeroportos, combustível, etc.
- Despesas com documentações.
- Gorjetas.
- Quaisquer despesas extras, não indicadas no programa.

Informações e Reservas:
Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl 1102 e 1103
Liberdade – São Paulo/SP CEP: 01501-050
Tel 11 3101-8193
E-mail shigoto@shigoto.com.br
Site www.shigoto.com.br

terça-feira, 5 de julho de 2016

Monte Fuji: com abertura da temporada, as operadoras anunciam melhorias no serviço de Wi-Fi

Monte Fuji

Com a abertura de 1 trilha a partir de 1o. deste mês e as demais no dia 10, as operadoras de telefonia celular do Japão fazem anúncios de melhorias no Wi-Fi gratuito e no ambiente de comunicação.

De acordo com o anúncio da Docomo, o serviço de internet vai ser oferecido tanto para o Foma quanto para o 4G, chegando à velocidade de 375Mbps, através do Premium 4G, no cume do Monte Fuji. Para as 4 trilhas a velocidade que era de 225Mbps em 2015, passa para 337.5Mbps a partir desta temporada.

Em algumas das cabanas a Docomo vai disponibilizar tablets para tradução automática, do tipo “hanashite tsuuyaku”, ou seja, converse e a tradução para o japonês será realizada. Isso poderá ajudar os turistas estrangeiros que sobem o monte mais famoso do Japão.

A KDDI não fica para trás. Ela oferece seu próprio serviço de tradução automática para facilitar a comunicação dos estrangeiros nas 4 trilhas. Além disso, em parceria com as províncias de Shizuoka e Yamanashi, providenciou para funcionar já a partir do dia 5, um serviço de Wi-Fi gratuito para os escaladores, independente de serem japoneses ou estrangeiros, de forma abrangente. Esse serviço estará disponível em todas as 49 cabanas das 4 trilhas e no aeroporto de Shizuoka, bastando ter uma conta de e-mail ou de alguma rede social.

Para quem é usuário da Softbank, os serviços de 3G e LTE se iniciam em meados deste mês, em todas as trilhas. Através das bandas 2,1 GHz e 900 MHz, proporcionará o serviço de comunicação do G4/LTE de 187.5Mbps.
Fonte: IPC Digital com WirelessWire News

terça-feira, 7 de junho de 2016

Pacote de viagem para Okinawa Japão

Okinawa 2016


Japão Okinawa 2016 - 4 dias

Saídas: Diárias
Roteiro: Okinawa 
1 º Dia – … / Okinawa (Naha) / Onnason   [ – , – , – ]
Chegada ao aeroporto de Naha, recepção e traslado de carro com motorista falando japonês ao Hotel Rizzan Sea Park Hotel Tancha Bay, em Onna-son, um belo resort onde será possível aproveitar a praia e os encantos da ilha. O arquipélago de Okinawa está situado no extremo sul do Japão e é formado por ilhas paradisíacas de clima subtropical. Hoje província japonesa, Okinawa foi outrora uma nação independente (reino de Ryukyu), com língua e costumes próprios, ainda preservados.

2° Dia – Onnason/ Okinawa   [ C , – , – ]
Manhã livre para atividades independentes. O hotel oferece atividades como pesca, canoagem, mergulho com snorkel, mini golfe, quadra de tênis, piscina, entre outras facilidades. Check-out hotel em horário regular. À tarde, em carro privado com motorista falando japonês, traslado ao enorme complexo Expo Ocean, incluindo entrada ao Aquário Churaumi, onde é possível apreciar a incrível vida marinha com atrações como o show dos Golfinhos, Praia Esmeralda, aquário das tartarugas, jardim botânico Omoro, Planetário, etc. Traslado a Naha para hospedagem no Hotel Daiwa Roynet Kenchomae.

3° Dia – Okinawa   [ C , A , – ]
Para o início do passeio, os participantes devem se dirigir por conta própria ao terminal rodoviário. Dia todo de passeio em ônibus regular com guia local falando japonês. Passagem pela Ponte Niraikanai, onde poderemos ter vistas espetaculares do oceano, visita a Okinawa World, um parque temático que apresenta a história local, cultura e tradições okinawanas, além dos atrativos naturais, neste complexo visitaremos a Caverna de Gyokusendo, onde mais de 460 mil estalactites podem ser apreciadas. Visita ao Parque Memorial da Paz, ao Monumento de Himeyuri e ao Outlet Ashibina. Término do passeio no terminal rodoviário, retorno ao hotel por conta própria. 

4º Dia – Okinawa / …   [ C , – , – ]
Traslado ao aeroporto de Naha em carro privado com motorista falando japonês. Fim dos serviços.

Parte terrestre - Preços por pessoa:

- Mínimo de 5 participantes:
Em acomodação dupla ........................................ US$ 740.00

- Mínimo de 4 participantes:
Em acomodação dupla ........................................ US$ 790.00

- Mínimo de 3 participantes:
Em acomodação tripla ......................................... US$ 875.00

- Mínimo de 2 participantes:
Em acomodação dupla ........................................ US$ 885.00

Suplemento single ............................................... US$ 330.00



Inclusos no programa:
- Hospedagem nos hotéis mencionados ou similares.
- Refeições conforme descritas no programa, sem bebidas.
Legenda: C-café, A-almoço e J-jantar.
- Traslados privativos, sem guia (somente motorista falando japonês), no 1º, 2º e 4º dia.
- Passeio em ônibus regular com guia local falando japonês no 3º dia.
Para serviços com guia falando inglês, espanhol ou português, favor nos consultar sobre os valores adicionais e disponibilidade.
- Seguro de viagem de 17 dias (válido até 74 anos, acima dessa idade haverá adicional e/ou redução da cobertura).


Exclusos do programa (no caso de ambos os hotéis): 
- Parte aérea
- Bilhetes de entrada no Museu de Himeyuri.
- Quaisquer despesas extras, não indicadas no programa.


Observações:
- Nos períodos de eventos e feriados os valores estão sujeitos a alterações.
- O roteiro e os valores estão sujeitos a alterações sem prévio aviso.

Informações e Reservas:
Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl 1102 e 1103
Liberdade – São Paulo/SP CEP: 01501-050
Tel 11 3101-8193
E-mail shigoto@shigoto.com.br
Site www.shigoto.com.br

sexta-feira, 29 de abril de 2016

GINZA: O bairro mais luxuoso e sofisticado de Tóquio

Ginza significa lugar prateado

Ginza (銀座) significa lugar prateado, esse nome originou-se por causa da antiga casa da moeda construída em 1612 no local. O bairro possui um dos metros quadrados mais caros do mundo, chegando a US$ 948, aproximadamente R$ 3.075,00 o aluguel mensal, ou US$ 30.000, a bagatela de R$ 97.302 para venda, mas vale ressaltar que dificilmente encontra-se um imóvel a venda, e por conta disso, esse valor pode ser muito maior.

As maiores e mais famosas grifes do mundo, Louis Vuitton, Rolex, Dior Channel, Salvatore Ferragamo, Apple Store entre outras estão presentes em Ginza, com luxuosas e sofisticadas butiques. Mesmo para o padrão japonês, as compras nessas lojas são de valores elevadíssimos, ainda assim japoneses circulam pelas ruas ostentando sacolas de griffes famosas, na maioria das vezes pequenas, mas contendo grandes fortunas.

Chuo-DoriEm Ginza existem duas grandes lojas de departamento, Matsuya e Mitsukoshi. Cada andar é dedicado a um tipo de produto, como vestuários, cosméticos e utilidades domésticas. Essas lojas possuem balcão de informação em vários idiomas, troca de moeda de vários países, e serviços de entregas em hotéis e aeroportos.

Chuo Dori a principal avenida do bairro é irrestível, mas as ruas menos movimentadas escondem lojas tão ou mais interessantes que as grandes butiques. Algumas vezes, fachadas pequenas e simples, escondem grandes lojas com vários andares, muitas especializadas em roupas tradicionais como os quimonos, e os guetás, tradicional chinelo de madeira. Nas coberturas é possível encontrar simpáticas casas de chá para um time entre as compras. Mas as atrações não param por aí, a loja de departamentos Mitsukoshi possui dois andares no subsolo, onde se concentram vários restaurantes e fast foods.

Chuo DoriGinza é um bairro moderno, com algumas partes ocidentalizadas, mas que mantém com perfeita harmonia, inúmeras tradições japonesas. E isso é facilmente notado na gastronomia local, onde podemos saborear o mais tradicional sushi e sashimi bem fresquinho, o senbei (煎餅) biscoitos de arroz, diversos tipos de doces de feijão azuki, chás de diversos aromas, saquês como shochu e nihonchu, Kobe beef a mais cara e famosa carne do Japão, de vacas tratadas com cerveja e massagens ao som de música clássica para evitar o estresse. Encontramos também croissants, tortas e petit fours comparáveis aos de Paris e um rocambole da pâtisserie Mon-Chouchou, mas é preciso enfrentar filas enormes, sempre muito organizadas.

É de uma padaria localizada na avenida Chuo Dori que saem os pães imperiais. São da padaria Kimuraya, fundada por um ex-samurai, Yasubei Kimura, em 1869. Mas para saborear o pão imperial é preciso enfrentar filas constantes, mas os japoneses encaram de cabeça erguida, por orgulho a família imperial. No mês de abril, a padaria e muitas outras lojas de Ginza, oferecem produtos à base de Sakura a famosa flor de cerejeira, reforçando as tradições que envolvem essa flor cheia de significados e mitos.

As crianças não ficam de fora em um passeio por Ginza, elas podem visitar a Hakuhinkan, uma das lojas de brinquedos mais antiga do Japão, fundada em 1899. Possui seis andares cheios de brinquedos diferentes dos encontrados no ocidente, muitos são bem tradicionais e outros inspirados nos personagens dos mangás e animês japoneses, com olhos grandes bem característico desse estilo.

Nos finais de semana a avenida principal é fechada paro os carros, transformando-se em um enorme calçadão.

Teatro Kabuki-za
O Teatro Kabuki-za Inaugurado em 1889, recentemente reaberto, apresenta espetáculos do tradicional teatro kabuki, representado apenas por homens, com sessões traduzidas simultâneamente para o inglês. O teatro ficou fechado por três anos para reforma, e durante esse tempo cedeu seu posto de cartão postal para o famoso edifício Wako, construído por Kintarō Hattori, fundador da Seiko, com a icônica Torre do Relógio Hattori, é um dos poucos edifícios do estilo europeu que ainda restou.

Ginza foi construída sobre um antigo pântano que foi preenchido no século XVI, no período Edo. Na era Meiji, em 1872 um incêndio destruiu a maior parte do bairro, e a reconstrução ficou marcada na época como “modelo de modernização”. O então governo decidiu construir edifícios com tijolos à prova de fogo, e ruas maiores e melhores no estilo ocidental. Os projetos da área foram desenvolvidos pelo irlandês Thomas Waters. Mas essa nova cara do bairro não agradou muito os japoneses da época, que preferiam mais o estilo tradicional da era Edo. Com isso muitos prédios de apartamentos e salas comerciais de preços elevadíssimos, ficaram vazios. Mas o local virou um simbolo da nova “civilização”, e já naquela época, suas belas vitrines chamavam a atenção, então a avenida Chuo Dori passou a ser um local para matar o tempo, e de lá para cá esse costume só evoluiu.
Fonte: IPC Digital

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Tóquio: Mega terminal de ônibus em Shinjuku para atender 40 mil passageiros diários

Mega terminal de ônibus em Shinjuku

A capital japonesa inaugurou em 4 de abril o maior terminal de ônibus do país, em Shinjuku, já batizada de Basuta Shinjuku (acrônimo do inglês bus terminal em pronúncia japonesa).

Situado no lado sul da estação de Shinjuku, bairro Shibuya, concentrou em um único lugar os 19 pontos de ônibus intermunicipal e interprovincial. O primeiro ônibus inaugurou o terminal partindo às 4h00 para o Aeroporto Internacional de Narita.

O novo terminal tem capacidade máxima para receber e partir 1.625 linhas de ônibus, distribuídas em 118 companhias diferentes. Esse terminal ligará mais de 300 cidades de 39 províncias. A estimativa é de que 40 mil passageiros usem o terminal diariamente.

O Ministério da Terra, Infraestrutura e Transportes, construiu esse mega terminal sobre uma base artificial de 1,47 hectares, em cima da das linhas de trem da companhia JR-Japan Railways.

Se antes levava cerca de 15 minutos da estação de trem para tomar um ônibus, agora, sai direto pelas escadas rolantes, com acesso de 2 minutos. Também tem local para ponto de táxi. Dentro do terminal há local para informação turística e casa de câmbio.
Fonte: IPC Digital com Chunichi Shimbun e Mainichi Shimbun | Foto: Mainichi

terça-feira, 15 de março de 2016

Bondinho do Doraemon comemora 500 mil passageiros em Takaoka

Bondinho do Doraemon

Foi realizada uma cerimônia especial para comemorar os 500 mil passageiros que já usaram o bonde Doraemon. Ele liga as cidades de Takaoka e Imizu e faz a alegria das crianças. No domingo (13 de março), funcionários, convidados e crianças festejaram o feito na estação de Takaoka, da linha Man-yo.

O presidente da companhia, Eitaro Takehira, agradeceu ao público por esse marco atingido em 3 anos e meio de operação. Disse ainda que por ser o único em todo o Japão, espera que em breve alcance a marca de 1 milhão de passageiros.

As crianças de um jardim de infância local cantaram Yume wo Kanaete Doraemon, ou “Doraemon concedeu um sonho”, na tradução livre. Suas vozes alegraram o ambiente e, em seguida, o bondinho Doraemon partiu sendo acenado pelos pequenos.
Fonte: IPC Digital com Chunichi

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Museu do Kanji inaugurará no mês de junho em Kyoto

kanji de conhecimento

A fundação Japan Kanji Aptitude Testing, grupo que anuncia o ideograma chinês que melhor simboliza o ano, no final de cada ano, vai abrir um local em junho, onde os visitantes possam aprender kanji enquanto se divertem.

O Museu do Kanji, que será sediado em Kyoto, oeste do Japão, contará com uma torre de 10 metros de altura, cuja fachada será decorada com cerca de 50.000 ideogramas que aparecem em vários tipos de literaturas japonesas. Os ideogramas que já foram selecionados como representantes simbólicos dos anos, também serão desenhados na torre, no centro do Museu.

Os visitantes poderão aprender quatro ideogramas apenas resolvendo quebra-cabeças, além de poder aprofundar seus conhecimentos em relação as formas, sons e significados de cada um dos kanjis, usando um painel sensível ao toque.

A sede da fundação será transferida para o museu, que vai abrir em 29 de junho, no distrito de Gion, em Kyoto. Haverá uma biblioteca no segundo andar do edifício.

“Temos a esperança de que o museu será um lugar onde as pessoas possam aprender sobre a cultura japonesa dos kanjis”, afirmou um representante da fundação, adicionando que a organização tem o objetivo de receber cerca de 200 mil visitantes por ano.


O valor dos ingressos ainda não foi decidido.
Fonte: IPC Digital com Japan Today

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Significados dos 100 sobrenomes japoneses mais populares

Muitos descendentes de japoneses desconhecem o significado do próprio sobrenome. Separamos os sobrenomes 100 mais populares do Japão. Confira:
1-     SATO: Sa = ajudar ; To = glicínia (uma espécie de planta cujo kanji está ligado ao clã Fujiwara)
2-     SUZUKI: Suzu = guizo ; Ki = árvore,madeira : Árvore de sinos
3-     TAKAHASHI: Taka = alto ; Hashi = ponte : Ponte alta
4-     TANAKA: Ta = arrozal, plantação ; Naka = dentro, centro, meio : Meio do arrozal
5-     WATANABE: Wata = atravessar, cruzar ; Be = beira, borda : Atravessar pela beira
6-     ITO : I = deriva de Ise, cidade de Mie ; To = glicínia
7-     YAMAMOTO: Yama = montanha, monte ; Moto = pé, base : Base da montanha
8-     NAKAMURA: Naka = dentro, centro ; Mura = povoado, aldeia : Meio da aldeia/Aldeia central
9-     KOBAYASHI: Ko = pequeno ; Bayashi = arvoredo, bosque : Bosque pequeno
10-   SAITO: Sai = afetuoso ; To = glicínia
11-   KATO: Ka = incluir, acrescentar (Kaga – nome antigo da atual região da província de Ishikawa) ; To = glicínia
12-   YOSHIDA: Yoshi = boa sorte, feliz, auspicioso ; Da = plantação : Plantação auspiciosa
13-   YAMADA: Yama = montanha, monte ; Da = arrozal : Arrozal da montanha
14-   SASAKI: Sa = ajudar ; Sa = indica repetição do ideograma que o antecede ; Ki = árvore, madeira : Árvore de apoio
15-   YAMAGUCHI: Yama = monte, montanha ; Guchi = abertura : Abertura para a montanha
16-   MATSUMOTO: Matsu = pinheiro ; Moto = base, pé, princípio : Base do pinheiro
17-   INOUE: I = poço ; Ue = sobre, em cima : Em cima do poço
18-   KIMURA: Ki = árvore, madeira ; Mura = povoado, aldeia : Povoado com árvores
19-   HAYASHI: Hayashi = bosque
20-   SHIMIZU: Shi = puro ; Mizu = água : Água pura
21-   YAMAZAKI: Yama = monte, montanha ; Zaki = cabo, ponta : Extremidade da montanha
22-   NAKAJIMA: Naka = centro, dentro ; Jima = ilha : Ilha central
23-   IKEDA: Ike = lago ; Da = arrozal, plantação : Plantação com lago
24-   ABE: A = Lisonjear, agradar ; Be = dividir, departamento, setor, grupo : Grupo agradável
25-    HASHIMOTO: Hashi = ponte ; Moto = base, princípio : Base da ponte
26-    YAMASHITA: Yama = montanha, monte ; Shita = embaixo, parte inferior : Parte de baixo da montanha
27-    MORI: Mori = bosque
28-    ISHIKAWA: Ishi = pedra ; Kawa = rio : Rio pedregoso
29-    MAEDA:Mae = frente ; Da = arrozal, plantação : Arrozal da frente / De frente ao arrozal
30-    OGAWA: O = pequeno ; Gawa = rio : Rio pequeno
31-    FUJITA: Fuji = glicínia ; Ta = plantação
32-    OKADA: Oka = colina ; Da = plantação, arrozal : Arrozal da colina
33-    GOTO: Go = posterior, atrás ; To = Glicínia
34-    HASEGAWA: Ha = longo ; Se = vale ; Gawa = rio : Longo rio que corre o vale
35-    ISHII: Ishi = pedra ; I = poço : Poço de pedra
36-    MURAKAMI: Mura = aldeia, povoado ; Kami = parte superior, em cima, sobre : Parte de cima do povoado
37-    KONDO: Kon = perto, próximo ; Do = glicínia
38-    SAKAMOTO: Saka = declive, descida ; Moto = base, pé, princípio : Parte de baixo da descida
39-    ENDO: En = longe, distante ; Do = glicínia
40-    AOKI: Ao = azul, verde ; Ki = árvore, madeira : Árvore verde / azul
41-    FUJII: Fuji = glicínia ; I = poço
42-    NISHIMURA: Nishi = oeste ; Mura = povoado : Povoado do oeste
43-    FUKUDA: Fuku = sorte ; Da = arrozal, plantação : Arrozal da sorte
44-    OOTA: Oo = fértil ; Ta = arrozal, plantação : Arrozal fértil
45-    MIURA: Mi = três ; Ura = baía, enseada : Três baías
46-    FUJIWARA: Fuji = glicínia ; Wara = campo (Clã que teve início no Japão antigo e que desempenhou papel central no império até a Restauração Meiji.)
47-    OKAMOTO: Oka = colina ; Moto = base, pé, princípio : Base da colina
48-    MATSUDA: Matsu = pinheiro ; Da = plantação, arrozal : Arrozal com pinheiro
49-    NAKAGAWA: Naka = dentro, centro ; Gawa = rio : Rio central
50-    NAKANO: Naka = dentro, centro ; No = campo : Campo central
51-    HARADA: Hara = campo ; Da = plantação : Plantação no campo
52-    ONO: O = pequeno ; No = campo : Pequeno campo
53-    TAMURA: Ta = arrozal, plantação ; Mura = povoado, aldeia : Povoado com arrozal
54-    TAKEUCHI: Take = bambu ; Uchi = dentro : Dentro do bambuzal
55-    KANEKO: Kane = ouro, fortuna, dinheiro ; Ko = filho : Filho afortunado
56-    WADA: Wa = harmonia, paz ; Da = arrozal, plantação : Plantação harmoniosa
57-    NAKAYAMA: Naka = dentro, centro ; Yama = monte, montanha : Dentro da montanha
58-    ISHIDA: Ishi = pedra ; Da = arrozal, plantação : Plantação pedregosa
59-    UEDA: Ue = em cima, sobre, topo ; Da = arrozal, plantação : Plantação de cima
60-    MORITA: Mori = floresta, bosque ; Ta = arrozal, plantação : Plantação no bosque
61-    KOJIMA: Ko = pequeno ; Jima = ilha : Pequena ilha
62-    SHIBATA: Shiba = gravetos ; Ta = plantação : Plantação com gravetos
63-    HARA: Hara = campo
64-    MIYAZAKI: Miya = templo xintoísta, palácio imperial ; Zaki = ponta, extremidade : Extremidade do templo ou palácio
65-    SAKAI: Saka = saquê, bebida alcoólica feita de arroz ; I = poço : Poço de saquê
66-    KUDO: Ku = habilidade ; Do = Glicínia
67-    YOKOYAMA: Yoko = ao lado ; Yama = monte, montanha : Ao lado da montanha
68-    MIYAMOTO: Miya = palácio imperial, templo xintoísta ; Moto = início, princípio : Origem do templo
69-    UCHIDA: Uchi = dentro ; Da = arrozal, plantação : Dentro da plantação
70-    TAKAGUI: Taka = alto ; Gui (ki) = árvore : Árvore alta
71-    ANDO: An = tranqüilo ; Do = glicínia
72-    SHIMADA: Shima = ilha ; Da = arrozal, plantação : Plantação da ilha
73-    TANIGUCHI: Tani = vale ; Guchi = boca : Abertura do vale
74-    OONO: Oo = grande ; No = campo, planície : Grande planície
75-    TAKADA: Taka = alto ; Da = arrozal, plantação : Plantação alta
76-    MARUYAMA: Maru = redondo,círculo ; Yama = monte, montanha : Montanha redonda
77-    IMAI: Ima = agora, atual ; I = poço : Poço atual
78-    KAWANO: Kawa = rio ; No = campo, planície : Rio com planície
79-    FUJIMOTO: Fuji = glicínia ; Moto = origem, princípio, base
80-    MURATA: Mura = aldeia,vilarejo ; Ta = arrozal, plantação : Plantação do vilarejo
81-    TAKEDA: Take = guerreiro ; Da = arrozal, plantação : Arrozal do guerreiro
82-     UENO: Ue = em cima, de cima, sobre ; No = campo, planície : Em cima da planície
83-     SUGUIYAMA: Sugui = cedro japonês ; Yama = monte, montanha : Montanha de cedro
84-     MASUDA: Masu = aumentar ; Da = arrozal, palntação : Plantação ampliada
85-     KOYAMA: Ko = pequeno ; Yama = monte, montanha : Pequena montanha
86-     OOTSUKA: Oo = grande ; Tsuka = montículo , túmulo antigo : Grande túmulo antigo
87-     HIRANO: Hira = plano ; No = campo : Campo plano
88-     SUGAHARA: Suga = junça, corriço (planta ciperácea) ; Hara = campo : Campo de Junça
89-     KUBO: Ku = há muito tempo ; Bo = manter,conservar : Mantido há muito tempo
90-     MATSUI: Matsu = pinheiro ; I = poço : Poço do pinheiro
91-     CHIBA: Chi = mil ; Ba = folha : Mil folhas
92-     IWASAKI: Iwa = rocha, rochedo ; Saki = ponta, extremidade : Extremidade do rochedo
93-     SAKURAI: Sakura = cerejeira ; I = poço : Poço da cerejeira
94-     KINOSHITA: Ki = árvore ; Shita = debaixo : Debaixo da árvore
95-     NOGUCHI: No = campo, planície ; Guchi = boca, abertura, entrada : Entrada do campo
96-     MATSUO: Matsu = pinheiro ; O = cauda, rabo : Cauda do pinheiro
97-     KIKUCHI: Kiku = crisântemo ; Chi = terra : Terra de Crisântemo
98-     NOMURA: No = campo, planície ; Mura = aldeia, vilarejo : Vilarejo do campo
99-     ARAI: Ara = novo ; I = poço : Poço novo
100-   WATANABE: Watana = atravessar ; Be = seção, divisão : Atravessa a divisão
Fonte: IPC Digital

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Espaço romântico é inaugurado no topo da Torre Tsutenkaku em Osaka

Torre Tsutenkaku

Nova plataforma ao ar livre está a 94,5 metros de altura do chão e 8,5 metros acima do mirante

Um novo espaço para observar a paisagem da cidade de Osaka foi inaugurado ao topo da Torre Tsutenkaku, localizada no antigo distrito Shinsekai. A torre possuí 103 metros de altura e a nova plataforma está localizada a 94,5 metros do chão, o mirante comum está a 86 metros.

O novo espaço, que fica em uma zona ao ar livre, foi apelidado de “Tembou Paradise”, algo como “Vista do Paraíso”. No site oficial da torre, uma mensagem convida os casais a utilizarem o espaço para fazer declarações de amor e propostas de casamento.

venda dos bilhetes para a torre ocorre na recepção localizada no quinto andar e a entrada é limitada a 30 pessoas por vez. É possível visitar o local entre as 10h da manhã e às 18h, sendo que a última entrada ocorre às 17h30.

O custo é de ¥500 para adultos e crianças acima de cinco anos de idade. Crianças menores de cinco anos não podem entrar no local. As estações mais próximas da região é a Ebisu-cho, que faz parte da linha Sakaisuji do metrô municipal e a estação Doubutsuen-mae, que se integra a linha Midousuji.
Fonte: Alternativa

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Encantado com a beleza do Outono de Kyoto

Por Lisa Hongkyoto_autumnFoto por Wunkai
Meados de final de novembro é um grande momento para fazer uma viagem para Kyoto. Os templos são incrível, mas o pano de fundo de cores brilhantes da queda, ou Koyou, é deslumbrante. Uma viagem ao outono Kyoto é colírio para os olhos e a alma.
Duas formas populares para chegar à estação de Kyoto são por JR Shinkansen ou Overnight Bus (como Willer Express). De qualquer maneira, uma vez que você chega na estação, os centros de informação turística pode ajudá-lo com mapas, rotas, os bilhetes de ônibus - todos em Inglês. A facilidade de viagens e hospitalidade japonesa vai melhorar a sua experiência para que você possa se concentrar em aproveitar seus destinos.
Para se locomover, você estará usando sistema de ônibus de Kyoto. ENTER na parte de trás e pagar como você sair na frente. Você deve dar o troco exato, mas a maioria das pessoas comprar uma passagem de ônibus da cidade durante todo o dia para ¥ 500. Você pode comprar este na Estação de Quioto ou do motorista do ônibus diretamente. A única área de turismo não abrangidos pela passagem de ônibus da cidade é Arashiyama, que vale a pena pagar extra para.
kyoto-coresFoto por Geisharazzo
Enquanto no ônibus, as paragens são anunciadas em vários idiomas, incluindo Inglês, por isso não há preocupações quanto ao momento em que sair. No entanto, a visualização Koyou traz uma multidão, então espere para espremer entre as pessoas como você pegar o ônibus de um lugar para outro.
Se você ficar irritado, bons pensamentos e comprar-se um deleite outono, tais como batata doce sorvete, castanhas assadas, ou Dorayaki (um sanduíche doce que consiste em duas panquecas com feijão vermelho colar no meio). Mas confie em mim ... uma vez que você ver as folhas de outono altamente antecipados, todas as "dificuldades" vai valer a pena!
Enquanto folhas de outono vai abranger você onde quer que você anda, há alguns pontos turísticos particulares que não deve ser desperdiçada. Tenha em mente que última entrada para templos são uma hora antes do fecho.

Passeio dos Filósofos

kyoto-outono-1Foto por Franek N
Ponder a vida, admirar a beleza, e inspire-se como você anda caminhada do filósofo, que corre norte-sul entre Ginkaku Temple e Eikan Hall. Isto não é sobre top picks da maioria das pessoas para pontos de outono, mas este caminho tem um lugar especial no meu coração.
É uma caminhada tranquila e agradável, especialmente ao amanhecer. Há pequenos templos no caminho, e árvores com cor agradável pode ser manchado e em torno desta passagem.
(livre para caminhar)

Eikan Salão

kyoto-outono-2Foto por Kyoto-Picture
Acessível por Caminho do Filósofo, este lugar é uma bomba de cor! A entrada é um pouco caro, mas a maioria das pessoas vêm aqui e tomar o seu tempo para caminhar esses motivos maciças. Muito para ver e andar por aí, áreas para tomar trégua, e dezenas de belas oportunidades para fotos.
As cores do outono são geralmente melhor no final de novembro ou início de dezembro, quando o templo é aberto à noite para iluminações especiais nocturnas. (600 ienes, 08/11 - 04/12, 17:30 - 20:30).
(1000 yen entrada no outono, nove horas - cinco horas)

Templo de Kiyomizu

kyoto-outono-3Foto por Karlocamero
Um dos templos mais conhecidos em Kyoto, Templo de Kiyomizu é construída sobre uma colina e tem uma plataforma de visualização de madeira que coloca você no meio das copas das árvores vermelhas impetuosas. O deck dá aos visitantes uma bela vista das inúmeras árvores de cereja e plátano, bem como da cidade de Kyoto na distância.
A não perder são as iluminações nocturnas especiais na segunda quinzena de novembro.(400 ienes, 11/14 - 07/12, 18:30 - 21:30).
(300 ienes entrada, 06:00-6:00)

Tofuku Temple

kyoto-outono-4Foto por Albert
Como Templo de Kiyomizu, você será capaz de admirar as cores do outono por olhando diretamente para as copas das árvores. Eu estava completamente encantado com o quão brilhante as cores se destacou, cada árvore competindo pela minha atenção. Das folhas brilhantes vermelhos, amarelos, laranjas e brincar com sua câmera para que suas fotos olhar tridimensional.
(a maioria dos motivos são livres para entrar e ver Koyou, 400 ienes para Tsutenkyo Ponte e Kaisando Salão, 400 ienes para Houjo Rock Garden, 08h30 - 16:30 em novembro)

Arashiyama

kyoto-outono-5Foto por Franek N
Esta área não é coberto pelo passe de ônibus da cidade, assim você não terá que pagar extra que você chegar. No entanto, este destino é bem a pena, pois é pelo menos uma experiência de meio-dia com caminhadas, trilhas para caminhada, templos menores, pontes, rios e paisagens de tirar o fôlego apenas geral.
Arashiyama é também a casa para o popular floresta de bambu, bem como o Monkey ParkIwatayama.
(220 extra em cima da passagem de ônibus da cidade para chegar a esta área)
Mesmo sem um determinado ponto de chegar, Kyoto é adorável apenas caminhar. Você verá Koyou ao longo do caminho, e você vai criar o seu próprio caminho especial.

sábado, 7 de novembro de 2015

Chanceler destaca importância da comunidade brasileira para o Japão

Ministro recebeu o príncipe Akishino e a princesa Kiko no Palácio Itamaraty
O ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, recebe no Palácio Itamaraty o príncipe Akishino e a princesa Kiko
Em visita ao Brasil pela comemoração dos 120 anos do estabelecimento das relações diplomáticas entre Brasil e Japão, o príncipe Akishino e a princesa Kiko foram recebidos na sexta-feira pela presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, e pelo ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, no Itamaraty. Em dezembro, Dilma fará viagem ao Japão.

Em discurso antes do almoço oferecido pelo governo brasileiro aos japoneses, no Itamaraty, o ministro Mauro Vieira destacou o entrosamento entre os dois países em temas internacionais como a intenção de promover a reforma no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), de forma a adaptá-lo à realidade e aos desafios do século 21.

Vieira também falou sobre os imigrantes brasileiros e japoneses que cada um dos países abriga. Ele destacou que o Brasil tem a maior comunidade japonesa no exterior e disse que essa imigração trouxe valiosa contribuição para a formação da sociedade brasileira.

Segundo o ministro, a comunidade brasileira no Japão também tem dado importante contribuição para o estreitamento das relações entre os dois países.

“No plano político, estamos unidos por fortes laços, assentados em valores comuns como a democracia, a defesa dos direitos humanos, a sustentabilidade ambiental e a defesa do multilateralismo”, afirmou o ministro.

Ele ressaltou o fortalecimento da agenda econômica entre os dois países, o que se expressa no aumento dos fluxos de investimentos japoneses e no aumento no número de projetos em ciência, tecnologia e inovação.

Em discurso, o príncipe Akishino disse que deseja estreitar ainda mais a amizade nipo-brasileira. Akishino lembrou que a comunidade nipo-brasileria no Brasil é a maior do mundo e fez um breve histórico das relações entre o Brasil e o Japão, afirmando que o intercâmbio entre os dois países é anterior até mesmo ao estabelecimento das relações diplomáticas, em 1895.

“Desejo muita prosperidade ao Brasil e a seu povo, bem como o estreitamente ainda maior da amizade nipo-brasileira e, finalmente, desejo, de coração, o sucesso dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do próximo ano”, disse o príncipe Akishino. O Japão irá sediar os Jogos em 2020.

Sobre a viagem da presidente Dilma ao Japão, em dezembro próximo, o ministro Mauro Vieira disse que a visita será uma ocasião para abrir novas oportunidades.
Fonte: Alternativa | Foto: Agência Brasil

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Estação de recarga de celulares que utiliza energia solar é inaugurada em Tóquio

solar-powered-charging-station-tokioNo dia 7 de outubro uma estação de recarga de bateria de celulares denominada “City Charge” foi inaugurada pelo governador de Tóquio Yōichi Masuzoe em frente a Torre de Tóquio em Minato-ku, Tóquio. Trata-se da primeira estação do Japão que utiliza energia solar para recarregar baterias de celulares gratuitamente.

A estação consiste em um poste de 3,8 metros de altura com um painel solar instalado de aproximadamente 2,5 metros de largura. A estrutura possui capacidade de recarregar celulares de aproximadamente sessenta pessoas (15 minutos por pessoa) e funciona normalmente a noite e em dias nublados, desde que tenha energia acumulada.

Outra estação será instalada ainda neste mês no arranha-céu Toranomon Hills, também em Minato-ku, Tóquio. A metrópole pretende expandir as estações de recarga para outros pontos turísticos até as Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2020, que ocorrerão no Japão.
Fonte: IPC Digital com Yomiuri

domingo, 27 de setembro de 2015

Pacote turístico para o Japão, Japão tradicional 2016

Japão Tradicional 2016 - 17 dias
download do pacote

Saídas: 24, 25, 27 e 31 de março; 1, 2 e 3 de abril; 13 de maio; 9 de setembro; 14 e 26 de outubro.

Roteiro: Dubai, Osaka, Nara, Quioto, Hiroshima, Miyajima, Nagasaki, Kumamoto, Okayama, Hakone, Monte Fuji e Tóquio.

1º Dia – São Paulo [ - , - , - ]
Apresentação no Aeroporto Internacional de Guarulhos às 20h30. 

2º Dia – São Paulo / Dubai [ - , - , - ]
Partida à 1h25, no voo Emirates 262, com destino a Dubai. Chegada às 22h55, recepção e traslado ao Hotel Sheraton Mall of the Emirates.

3º Dia – Dubai [ C , A , - ]
Manhã livre para atividades independentes. Em horário conveniente, sairemos do hotel para um almoço especial em um dos seguintes restaurantes locais: Kaleidoscope, no Hotel Atlantis, ou então o Mediterraneo, no Hotel Armani. À tarde, meio dia de passeio pela cidade, passando pela área de Bastakiya, parte antiga da cidade, e com visita ao museu Forte Al Fahidi. Continuaremos nosso passeio na travessia do canal “Creek”, seguiremos ao mercado de especiarias e de ouro, chegaremos à parte moderna da cidade com sua rica arquitetura, atravessando a Avenida Sheikh Zayed, passando em frente ao Burj Khalifa (maior prédio do mundo). Pararemos também na Praia de Jumeira para fotos do grande Hotel Burj Al Arab. Término do passeio no aeroporto.

4º Dia – Dubai / Osaka [ - , - , - ]
Embarque às 3h00, no voo Emirates 316, com destino a Osaka. Chegada às 17h10 ao Aeroporto Internacional Kansai, recepção e traslado ao Hotel Granvia Osaka. A cidade de Osaka sempre se destacou pelo comércio, representando um grande centro econômico e financeiro do Japão, mas que se gaba por sua vida agitada e suas várias opções culturais e de lazer pra quem deseja se divertir.

5º Dia – Osaka [ C , A , - ]
Meio dia de passeio pela cidade, com visita ao Mercado Kuromon, ao Aquário Kaiyukan, o maior e mais completo aquário do Japão, e ao movimentado bairro de Dotonbori, um centro comercial que abriga grande número de lojas, restaurantes, karaokês, “pachinkos”, entre outras atrações. Neste dia teremos também um almoço de boas vindas ao Japão. Tarde livre.

6º Dia – Osaka / Nara / Quioto [ C , - , J ]
Prosseguimento a Nara, primeira capital do Japão no século VIII, visitando o Templo Todaiji, onde se pode apreciar a colossal imagem de Buda, feita em bronze fundido (a maior do Japão, construída no ano de 749), e o Parque dos Cervos Sagrados. Traslado a Quioto, para hospedagem no Hotel New Miyako. À noite, teremos um jantar especial de confraternização com show típico de “maiko-san”, em seus tradicionais trajes de gueixa.

7º Dia – Quioto [ C , - , - ]
Depois de Nara, Quioto foi a antiga capital imperial do país por mais de mil anos. Passear pelas ruas desta cidade é ter a possibilidade de entender o autêntico Japão, através de séculos de história e tradição. Visita ao Pavilhão Dourado (Kinkakuji) e ao Templo Xintoísta Heian e seu belíssimo jardim. Tarde livre.

8º Dia –Quioto/ Hiroshima/ Miyajima/ Hiroshima [ C , - , - ]
(Para seu conforto e segurança, as bagagens serão despachadas diretamente para o hotel em Kumamoto. Recomendamos levar consigo o necessário para 2 noites).
Caminhada à estação e embarque no trem bala com destino a Hiroshima. Chegada e dia todo de passeio, com visita a Ilha de Miyajima e ao Templo Xintoísta Itsukushima, reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade, onde apreciaremos seu belo “torii”, aclamado como um dos cenários mais bonitos do Japão. Visita ao Museu da Bomba Atômica e ao Parque Memorial da Paz, construído em memória às vítimas da bomba atômica. Hospedagem no Hotel Granvia Hiroshima.

9º Dia –Hiroshima / Nagasaki [ C , - , - ]
Pela manhã, caminhada até a estação de Hiroshima para embarque no trem bala com destino a Nagasaki (conexão em Hakata). Chegada em Nagasaki, uma cidade exótica que foi no passado a única porta de entrada dos estrangeiros ao Japão. Influenciada pelo cristianismo, guarda ainda hoje as reminiscências dos primórdios dessa religião no país. Visita à Igreja Católica Oura e à Mansão Glover, cenário da ópera “Madame Butterfly”, de Puccini. Hospedagem no Hotel New Nagasaki.

10º Dia – Nagasaki/ Kumamoto [ C , - , - ]
Partida em ônibus com destino ao Porto Taira e embarque no ferry com destino a Kumamoto. Chegada e visita ao vilarejo Sakura-No-Baba Josaien, um local que reúne diversos aspectos da cultura e história de Kumamoto. No complexo Sakura-No-Kouji poderemos encontrar lojas com produtos típicos e comidas da região que não são encontrados em nenhum outro lugar. Mais tarde, visita ao Castelo de Kumamoto, com suas imponentes paredes de pedra criadas para prevenir ataques inimigos. Hospedagem no Hotel New Otani Kumamoto.

11º Dia – Kumamoto/ Okayama [ C , - , - ]
(Para seu conforto e segurança, as bagagens serão despachadas diretamente para o hotel em Tóquio. Recomendamos levar consigo o necessário para 2 noites).
Pela manhã, caminhada até a estação de Kumamoto para embarque no trem bala com destino a Okayama. Chegada e visita ao Jardim Korakuen, considerado um dos mais belos jardins em estilo japonês, sua beleza e riqueza de detalhes são de impressionar. Hospedagem no ANA Hotel Okayama.

12º Dia – Okayama/ Hakone [ C , - , J ]
Caminhada à estação de Okayama para embarque no trem bala com destino a Hakone. Chegada em Hakone e cruzeiro pelo Lago Ashi, para apreciar o belo cenário natural. Hospedagem no Hotel Aura Tachibana (acomodação em estilo japonês), onde será possível desfrutar das saudáveis fontes termais com suas águas compostas por vários tipos de minerais que ajudam no rejuvenescimento, no combate ao estresse, etc. À noite, apreciaremos um jantar especial em traje típico japonês (concedido pelo hotel) em ambiente aconchegante conforme manda a tradição. Para finalizar a noite, um descanso bem merecido num quarto de “tatami” para dormir com um suave “futon”.

13º Dia – Hakone/ Monte Fuji/ Tóquio [ C , - , - ]
Traslado de ônibus com destino a Tóquio. Na rota, visitaremos a 5ª Estação do Monte Fuji (a 2305 metros de altitude), caso o tempo permita. Visitaremos também o interessante Hakone Open-Air Museum, como o nome já diz, é um grande museu a céu aberto com belas exposições internas e externas, espalhadas pelos seus 70 mil metros quadrados de área verde. Chegada em Tóquio, capital do Japão, cidade elegante e global, palco de muitos avanços da modernidade, sem esquecer-se da história, das tradições milenares e das origens de seu povo. Hospedagem no Hotel New Otani (Garden Tower).

14º Dia Tóquio [ C , - , - ]
Meio dia de passeio pela cidade, visitando a Praça do Palácio Imperial (Residência da Família Imperial), o Templo Asakusa Kannon com suas pequenas e típicas lojas de souvenir, e a Tokyo Sky Tree, novo símbolo da cidade, um monumento reconhecido como a torre de telecomunicações mais alta do mundo e a segunda estrutura mais alta do planeta, com 634 metros de altura. A tarde é livre para conhecer mais a cidade.

15º Dia Tóquio [ C , - , - ]
Dia todo livre para atividades independentes. Como programas opcionais, recomendamos uma visita ao Parque Nacional de Nikko com suas belas paisagens, onde templos e santuários mesclam-se harmoniosamente com a natureza, a Tokyo Disney Resort, ao Museu Edo-Tokyo, um cruzeiro pela Baía de Tóquio.

16º Dia – Tóquio [ C , - , - ]
Check-out do hotel às 12h00. Dia livre para atividades independentes. Por volta das 17h00, traslado do hotel ao Aeroporto Internacional Narita para embarque às 22h00, no voo Emirates 319, com destino a Dubai.

17º Dia – Dubai / São Paulo [ - , - , - ]
Chegada em Dubai às 4h15, e conexão às 8h35, no voo Emirates 261, com destino a São Paulo. Chegada em São Paulo às 16h30. Fim dos serviços.

Obs.: Para os participantes que quiserem continuar a viagem e conhecer mais o Japão ou outros países asiáticos, temos pacotes que poderão ser acrescidos a este programa. No caso destes participantes que não retornam com o grupo, haverá cobrança de taxa da companhia aérea e o traslado do hotel ao aeroporto será por conta própria.

Preços por pessoa (mínimo de 20 participantes):
Em acomodação dupla .................................... US$ 6,980.00
Suplemento single ........................................... US$ 1,390.00

Observações:
- Caso algum museu ou outro local turístico esteja fechado por motivos de força maior, os passeios poderão ser substituídos por outras atividades ou visitas a outros locais.

Inclusos no programa:
- Passagem aérea em classe econômica, com Emirates: São Paulo/ Dubai/ Osaka e Tóquio/ Dubai/ São Paulo.

- Hospedagem nos hotéis mencionados ou similares.

- Refeições conforme descritas no programa, sem bebidas.
Legenda: C-café, A-almoço e J-jantar.

- Passe de trem de 7 dias comum, válido para participantes que possuam visto japonês de turismo, estrangeiros ou para japoneses residentes no Brasil portadores de RNE. Para os demais participantes, favor nos consultar sobre o valor adicional dos trechos de trem no Japão.

- Guia acompanhante saindo do Brasil falando português, e guia local falando português ou espanhol.

- Traslados e passeios (exceto opcionais), conforme descritos.

- Envio de bagagens (máximo de 2 peças por pessoa): no 8° dia (de Quioto a
Kumamoto) e no 11º dia (de Kumamoto a Tóquio).

Seguro de viagem de 17 dias (válido até 74 anos, acima dessa idade haverá adicional e/ou redução da cobertura).

Exclusos do programa:
- Taxas de aeroportos, combustível, etc.
- Despesas com vistos e documentações.
- Quaisquer despesas extras, não indicadas no programa.

Observações:
Esta é uma programação prévia. O roteiro e as condições estão sujeitos a alteração sem prévio aviso e os lugares sujeitos a disponibilidade no momento da reserva.

Informações e reservas:
Shigoto.com Agência de Turismo
Largo Sete de Setembro, 52 sl 1102 e 1103
Liberdade – São Paulo/SP CEP 01501-050
Tel 11 3101-8193 | Skype: shigoto.com
E-mail shigoto@shigoto.com.br | MSN shigoto.com@live.com
Site www.shigoto.com.br

pacote japao tradicional 2016

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Gyoda entra para o Guinness Book com arte em plantação de arroz

Plantação de arroz no JapãoNa cidade de Gyoda, província de Saitama, uma arte desenhada sob os campos de arroz utilizando vários tons de verde da plantação, atingiu uma área de 2,7 hectares e foi certificada pelo Guinness World Records, como a maior do mundo.

Faz 7 anos que os agricultores locais cultivam diferentes cores de mudas de arroz em formatos de desenhos na plantação para atrair a atenção dos turistas e dos compradores de seus produtos. Neste ano, foram utilizados 7 tipos de arroz, formando o desenho de um menino e uma menina saltando no espaço, junto com uma referência a “Hayabusa 2”, o explorador do asteroide do Japão.

No dia 8 deste mês, o desenho recebeu a visita do membro oficial de certificação do Guinness para atestar a quebra do recorde. A cidade de Gyoda vem concorrendo à marca desde 2013, sendo esta a segunda participação.

Com intensas temporadas de chuvas sofridas nos últimos meses, a preocupação com a plantação crescia. Porém, com os esforços dos agricultores em replantar as mudas e os demais cuidados dispensados à plantação, foi possível atingir o recorde na segunda tentativa ao Guinness.
Fonte: IPC Digital com NHK